O TIRO QUE VIROU ESCUDO!

Caros amigos vascaínos,

Esta crônica de hoje veio de um sentimento de obrigação de defesa do nosso clube contra lamentáveis manipulações das informações, prestadas ao torcedor, por parte de alguns setores da imprensa.

No  programa de quarta feira do Redação-SporTV, muito bem ancorado por André Rizek, foi veiculada uma reportagem , tida como furo, levando ao espectador imagens ocultas até agora da mídia. Até aí ótimo, coisa de reportagem investigativa.

Entretanto, embora o conteúdo de imagem da reportagem fosse excelente, seu conteúdo editorial foi um verdadeiro lixo, parcial e maldoso!

Foram mostradas imagens internas do Estádio de Brasília, até agora inéditas, sobre o affair entre Diguinho e a PM local, onde é mostrado o tumulto formado na saída dos jogadores.

Porém, o repórter focou apenas no fato do Diguinho ter sido absolvido por falta de imagens, lançando ironias sobre  a causa das referidas imagens não terem aparecido e tentando induzir o Procurador do STJD a refazer o julgamento que absolveu o jogador. Diga-se de passagem que o referido Procurador Paulo Schmitt é um conhecido pescador de águas turvas, sempre a fim de aparecer e principalmente, sempre muito hostil ao Vasco da Gama!

Logo após a exibição da reportagem, como o what’s app do programa espolcou de protestos vascaínos, o André Rizek, um dos poucos âncoras que trata nosso clube com respeito, se viu na obrigação de falar os recados no ar e de deixar os outros da mesa comentarem, bem de passagem , sobre o que aconteceu e amenizando o fato, por causa da presença de OITO POLICIAIS AGRESSIVOS em cima de apenas um jogador!

Vamos por partes demonstrar como o tiro do repórter que fez a reportagem se transformar num escudo do jogador  e como tiro saiu pela culatra!

Em primeiro lugar quem fez a reportagem em nenhum momento pensou que o vídeo pode ter sido omitido pela própria PM do DF interessada em encobrir os excessos praticados contra o atleta, falha grave numa reportagem investigativa!

Depois as falhas continuaram com uma tentativa de indução do Procurador a um novo julgamento ignorando o que o vídeo mostrava e que inocentava o atleta!

Pergunto : Foram falhas de um repórter ávido por um furo, ou foram falhas deliberadas da editoria???????????????????

Vamos tratar agora do que foi visto no vídeo das câmeras internas do Estádio de Brasília.

No final do jogo, ao ser expulso de maneira injusta e descabida, o atleta vascaíno Diguinho se dirige para o árbitro do jogo, sem demonstrar qualquer agressividade, apenas tentando conversar. Durante este primeiro instante é puxado e empurrado insistentemente por cerca de OITO PMs que faziam a segurança do árbitro e ainda durante este momento, o próprio juiz da partida conversa com o Diguinho e pelo visto, de acordo com a súmula não foi ofendido ou qualquer outra infração foi cometida. Aí se encerram as imagens das TVs e aí começam as imagens do circuito interno.

Logo após este diálogo acima, o atleta vascaínos é empurrado agressivamente, por duas vezes seguidas, por um dos PMs, enquanto os outros caminham para cima dele e o cercam, após o segundo empurrão que quase derrubou o atleta, este se DEFENDE e tenta afastar o agressor, no caso o PM, acabando por atingi-lo e logo depois continuou a ser cercado pelos OITO PMs, quando chegou a turma do deixa disso!

Quem olha as imagens do circuito interno do estádio de Brasília, não pode ter outra impressão se não aquela descrita acima, é impossível condenar o atleta baseado naquelas imagens!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O tiro que virou escudo é que o atleta usando estas imagens poderá se defender amplamente nos tribunais esportivos e criminais da acusação de lesão corporal, pois, na realidade foi nítida legítima defesa de um cidadão cercado por OITO PMs agressivos e despreparados para o policiamento de um jogo de futebol!

O “grande” repórter do furo falhou em não apurar os interesses da PM em sumir com as imagens que a incriminavam e falhou em só ver os benefícios obtidos pelo atleta no tribunal esportivo ao não aparecer o vídeo a tempo, ignorando que o mesmo vídeo poderia inocentar o atleta e que ele teve sim um prejuízo e uma dificuldade maior em provar sua inocência, principalmente quando foi intimado em comparecer a delegacia por causa do ocorrido!

Não sou repórter, mas não sou um bobo qualquer que não tenha percebido o quanto a matéria foi manipulada e não apresentou todas as facetas , por demais evidentes!

A paciência da torcida vascaína com estas manipulações e com editorias de esporte altamente parciais já esgotou há muito tempo e com o advento das redes sociais estaremos sempre prontos a rebater e denunciar tais  ações! Nada contra o Programa Redação-SporTV e nem contra o âncora, porém tudo contra uma reportagem maldosa e tendenciosa!

Saudações vascaínas!

 

Sobre jolucave

Sou médico ortopedista , casado, carioca e vascaíno
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O TIRO QUE VIROU ESCUDO!

  1. Sérgio Luis Durço Maciel disse:

    Verdade amigo. Uma reportagem tendenciosa e manipuladora como sempre constumam fazer contra nosso Clube.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s