OBRIGAÇÃO OU VIRTUDE

 

Caros amigos vascaínos,

A vitória de ontem sobre o Náutico fora de casa foi uma obrigação ou foi fruto da virtude do time, que aparentemente jogou bem? Penso ser esta uma dúvida difícil de dissipar agora e só o tempo poderá nos dizer se o time, realmente está em ascensão ou se está apenas fazendo um script obrigatório, contra um adversário fraquíssimo!

Creio que a opção do Dorival de surpreender o adversário, com Juninho no banco, foi do ponto de vista teórico, muito boa. Colocaria a turma para desgastar o Náutico, vindo de uma partida há 48h de distância, e no segundo tempo entraria com o Reizinho para matar o jogo!

Entretanto, algumas coisas atrapalharam os planos do time no primeiro tempo, como por exemplo, a fraquíssima atuação do Wendel (pela enésima vez) e do Pedro Ken. Estes dois jogadores fragilizaram o nosso meio de campo, permitindo que o Náutico chegasse duas vezes com real perigo a nossa meta.

Neste período, gostei da atuação do Jomar, sem técnica, porém com uma garra impressionante, e por causa disso dificultou os arremates das duas chances do Náutico, uma foi na trave e outra para fora.

Por outro lado, embora num nível melhor do que das outras vezes o Cris continuava a ser o ponto fraco da zaga, mas como parece que o cara tem lugar fixo na cabeça do Dorival, só nos resta torcer que ele não entregue os gols para o adversário. Deveria ser sumariamente barrado, mas há algo por detrás de suas escalações, sem a menor dúvida!

Um fator que me chamou a atenção foi o fato de que o Náutico teve um desempenho físico muito parecido com o time do Vasco e isto é inadmissível, pois eles jogaram 48h antes e o Vasco estava esperando eles descansado. Só encontro explicação para este fato, nos quatro terríveis meses em que o time esteve entregue ao filósofo de botequim, que não exigia treinamento de quem não recebia, se lembram? Este período está se refletindo agora, pois o time está com imensas dificuldades para emparelhar a parte física com seus adversários.

Veio o segundo tempo e as substituições do Dorival, com as entradas do Juninho e do Dakson, se fizeram sentir logo de início, onde surpreendentemente o Dakson fez um passe com açúcar para o Willie e este teve muita categoria para marcar o primeiro gol do Vasco.

O Náutico se perdeu em campo, e logo após veio uma jogada do Willie pela linha de fundo e o Marlone fez o segundo. O interessante é que até aquele momento o Marlone pouco produzira e depois do gol ganhou confiança e jogou muito melhor.

Com a vantagem estabelecida, o time perdeu grande oportunidade de desfazer o saldo negativo de gols, pois puxou o freio de mão e deixou o tempo passar.

No final, depois de pressão do Dakson, o Auremir perdeu bola infantilmente, houve o passe para o Marlone, que não atendeu aos apelos do André e marcou o terceiro gol do Vasco!

Ao final do jogo, o Vasco não levou gol e agora perguntamos se o goleiro era o único culpado? Em tempo, deixaram um jogador do Náutico chutar livre de fora da área no segundo tempo mais uma vez!

Persistem dúvidas, sobre se o time realmente jogou bem no segundo tempo, ou se o Náutico, muito fraco e combalido por um jogo de 48h antes era apenas uma presa fraca demais!

Fico preocupado com o aspecto físico do time, pois domingo, contra o Atlético PR vamos ter de correr muito, pois o time paranaense está marcando pressão no campo  do adversário o jogo inteiro!

Temos de ressaltar, que não importando a causa, a vitória foi importantíssima, pois tínhamos ficado muito perto do Z4.

Espero que no domingo o time jogue bem e aí com um bom adversário poderemos encher a boca e dizer que estamos no caminho certo!

 

 

Conhecem a velha história do escorpião que queria atravessar o rio e pediu carona para a Rã? E apesar de jurar que não ia morder a Rã, ao chegar no meio do rio, deu a picada fatal e acabou morrendo junto com ela , não sem antes dizer que estava fazendo aquilo, pois era de sua natureza!!!!!! Muito parecida esta história com certas uniões de política no Vasco que estão aparecendo por aí!

Fecha o pano rápido!

 

 

Todos nós sabemos que para um clube provar que não foi cúmplice de badernas, basta mostrar os documentos que pediu, em tempo adequado, policiamento, bombeiros e ambulâncias para o estádio! Parece que o Procurador do STJD, um velho conhecido, sempre tentando aparecer em manchetes, resolveu jogar a lei para a casa do cacete e punir o que tinha menos culpa no cartório.

Pergunta-se:

a)      Quem provocou o tumulto?

b)      Havia policiamento e este foi incompetente, ou não havia policiamento?

c)      Como pode dar pena que vai contra o regulamento da competição?

d)      Até quando a polícia vai se fazer de incompetente nestes casos?

e)      Quando as torcidas hostis serão proibidas de frequentar os estádios?

f)       Será que o incompetente do presidente do Vasco ao vender o jogo para Brasília sabia destes detalhes?

 

Se alguém responder a todas estas perguntas já poderá ser melhor advogado que a filha do Rubinho e poderá defender o Vasco melhor!

Nesta domingo todos na torcida para que  o clube dê um importante passo no Nacional 2013 e se afaste definitivamente de qualquer dúvida quanto as suas aspirações neste campeonato!

Saudações vascaínas.

 

 

 

Sobre jolucave

Sou médico ortopedista , casado, carioca e vascaíno
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para OBRIGAÇÃO OU VIRTUDE

  1. Otavio Gomes disse:

    Muito bom , Jorge Verissimo , um texto sem retoques .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s