DERROTA JUSTA!

 

Caros amigos vascaínos,

A derrota sofrida ontem em SJ foi justa, em virtude das falhas apresentadas pelo nosso time. Numa noite profundamente infeliz do Dorival Junior, o time sucumbiu, ante um time melhor preparado!

Nomeio as principais causas da derrota dentro de casa:

1-      Má escalação do Dorival

2-      Preparo físico altamente deficiente

3-      Campo pesado pela chuva, muito mais afeito ao futebol pesado dos gaúchos.

 

Se a chuva não estava ao controle da comissão técnica e do time, tornando o campo mais pesado e facilitando a marcação gaúcha, os outros itens são de responsabilidade da comissão técnica.

Está claro que o preparo físico do Vasco está deficiente, numa herança do filósofo de botequim, que ficava dizendo não poder exigir nada dos jogadores que não recebiam! É claro que o Vasco não resiste a uma marcação mais apertada e que morre no segundo tempo, fazendo com que os imensos espaços que existem a frente de nossa defesa aumentem. Este fator também interfere com o excesso de gols tomados pela nossa defesa!

Vistos estes dois itens, nós vamos passar a examinar o primeiro item, que foi uma escalação estranha e infeliz do Dorival.

Primeiramente, a versões desencontradas sobre o veto ao Jomar, ora foi no hotel, ora foi no vestiário, fazem com que fiquemos com o pé atrás com este fato.  Obviamente que o Jomar não é o Dedé, porém suas atuações estavam acima dos seus companheiros de zaga, pela direita. Se o Rafael Vaz está absoluto na quarta zaga, só poderia sobrar para o Jomar a vaga para ser dada ao Cris!

Infelizmente, o Dorival foi incoerente na escalação do Cris. Se ele manteve o Pedro Ken, pois vinha jogando e não manteve o Montoya de saída, penso que numa contusão do Jomar, quem entraria seria o Renato Silva, jogador fraco, porém entrosado com o Rafael.

Porém, de maneira incoerente, o Dorival tirou o Cris da cartola, jogador de qualidades técnicas altamente questionáveis, com passagens pífias pela seleção e que sempre foi o ponto fraco das defesas onde atuou.

O que pareceu é que houve pressão para a escalação do Cris e o Dorival cedeu! Quem inventou esta contratação? Quem é o empresário? Quem é o amigo do Cris que poderia ter interferido na escalação?

O fato é que a escalação profundamente infeliz deste atleta fragilizou demais nossa defesa. Lembramos que ele foi praticamente expulso do Grêmio, com a torcida responsabilizando diretamente suas atuações pela perda da Libertadores. E ele parado há três meses, fora de forma, estreia justo contra o Grêmio, que só atacou em cima dele o jogo inteiro!

Na primeira bola, o Cris fez uma jogada que era seu carro chefe no Corinthians e no Cruzeiro, ou seja, a furada fatal dentro da área, dando ao Grêmio um gol de presente logo no início da partida!

Outro fator determinante para o resultado foi a não escalação da boa técnica do Montoya desde o início, com a desculpa de que com ele estaríamos vulneráveis no contra ataque. Pois bem, com o Pedro Ken nada aconteceu de bom ofensivamente e ficamos vulneráveis ao contra ataque!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nosso gol veio de uma cobrança do Juninho, nosso samba de uma nota só, na lateral da área, e acabou por acontecer um gol contra.

Neste momento, o Vasco até equilibrou a partida, porém num lance que pouca gente percebeu, o Grêmio ficou novamente em vantagem. Houve um lançamento para o Eder, que foi rebatido pelo zagueiro do Grêmio com pé alto em falta não marcada, na continuação do lance o Ramiro está marcado pelo Wendel no meio de campo, porém ao receber a bola do Kleber está completamente liberado e o Wendel andando atrás dele. O Henrique ainda tenta sair no Ramiro, porém o cara dá um chute, que se repetir dez vezes não acerta nenhuma a mais, e a bola foi no ângulo do Diogo. Não vi falha do goleiro neste gol, tratava-se de bola indefensável, embora ele estivesse um pouco adiantado!

Veio o segundo tempo, e para variar o Dorival arriscou duas substituições ao mesmo tempo e desmontou o time do Vasco completamente. Eder, que era ruim no ataque e que estava realizando função importante de combate no meio de campo, saiu contundido, entrando o confuso Tenório e saiu o Pedro Ken para a entrada do Montoya. Com Tenório ganhamos em falta de inteligência e em caneladas na bola, se abrindo uma avenida pela esquerda do ataque do adversário, coma subida livre do lateral esquerdo gremista.

Com o Montoya ganhamos mais movimentação e técnica, porém o meio de campo do Vasco já estava deteriorado fisicamente, com o Wendel marcando mal, praticamente andando em campo e ampliando  os espaços para os gremistas contra atacarem

Logo no início do segundo tempo houve o terceiro gol dos gaúchos. Em jogada ridícula do Barcos, Cris falhou três vezes consecutivas, sem conseguir deter o atacante e este chutou mal, com a bola quicando no gramado molhado e o Diogo cercou um frango.

O Diogo é voluntarioso, até faz algumas boas defesas, porém não tem técnica para determinados lances, falta fundamento de como cair , como proteger a bola e no gol gremista foi muito mal postado e tomou um gol decisivo para a partida. A torcida se revoltou e ficou vaiando ele até o final. A bem da verdade, a torcida deveria ter sido tão exigente com o Cris e com o Dorival, mas a explosão teve o endereço do menos famoso!

Mais tarde no segundo tempo o Dorival retirou o lateral Henrique e colocou o inexpressivo e confuso Marlone, fazendo com que o meio de campo do Vasco se tornasse uma bagunça.

Ainda assim, conseguimos um gol no abafa, porém nada mais fizemos de útil na partida!

Perdemos um jogo para um time que veio ao Rio arrancar um empate e saiu com uma vitória. Frise-se que o Grêmio jogou desfalcado do Zé Roberto e do Elano!

Diogo: muito mal no terceiro gol. Penso que ficou marcado pela torcida. Porém, quem entrará no lugar dele?????????

Fagner: menos brilhante que das vezes anteriores,

Cris: ZERO. Horroroso, péssimo, ridículo! Nossa diretoria conseguiu arranjar um pior que o Renato Silva!

Rafael Vaz: tem de jogar com menos brincadeira na frente da área!

Henrique: foi razoável, poderia ter apoiado mais.

Marlone: Uma coisa em campo novamente. Seu momento de clímax na partida foi quando conseguiu repetir o que fez em Santos ao marcar e atrapalhar jogada do Montoya dentro da área do grêmio!

Abusa: não esteve bem, muito sobrecarregado pelos colegas de meio de campo.

Wendel: mal, responsável direto pelo erro de marcação do segundo gol. Se arrasta em campo!

Pedro Ken: escalação errada. Não pode ser mais do que um ajudante de marcação!

Montoya: movimentou bem o time, é atrevido, tenta o drible. Deveria ser escalado desde o início!

Eder: estava mal no ataque, porém ajudava a marcação sobre o lado esquerdo dos gaúchos.

Tenório: confuso, acha que joga mais bola do que joga na verdade, participou do abafa do segundo gol e só!

André: errando muitos passes, foi oportunista no gol!

Dorival: completamente equivocado neste jogo. Questiono sua coerência na escalação do Cris.

Temos de torcer para esta derrota não nos prejudique mais a frente! Foram pontos preciosos.

Domingo, em Brasília, enfrentaremos o Dono da CBF, o Corinthians e vamos torcer para que o time se comporte bem!

Nesta terça jogaremos contra o Nacional de Manaus, pela Copa do Brasil, sem Juninho, André, e Rafael Vaz!

NOTA.: Investir contra o Diogo, sem ter outro para colocar no lugar é suicídio! Ou preferem o Michel Alves ou o Alessandro?????????

Saudações vascaínas.

 

Sobre jolucave

Sou médico ortopedista , casado, carioca e vascaíno
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s