FOCO TROCADO

Caros amigos vascaínos,

Em primeiro lugar, desejo um excelente dia das Mães para todas as mães do universo!

Hoje eu venho aqui discutir com todos vocês, mais uma vez, as questões táticas do time de futebol do Vasco da Gama!

Penso que estas discussões estão sendo focadas de maneira errada, sem que os problemas reais sejam realmente postos em discussão.

Quando o assistente técnico Cristóvão assumiu o time, logo após a doença do Ricardo Gomes, ele teve um mérito inquestionável, no tocante a união do grupo e a manutenção de um time pelo antecessor!

Entretanto, com o passar do tempo se revelou um observador sem grande capacidade para extrair do campo as informações necessárias para realizar e implementar mudanças e/ou inovações táticas no time .

Do ponto de vista tático não evoluiu da formação do RG, muito pelo contrário passou a optar pela obviedade e mediocridade nas ações táticas!

Estes fatos não foram apropriados do senso comum da torcida, muito em virtude do comportamento blasé do Cristóvão, o que lhe rendeu uma aprovação tácita da imprensa esportiva. Na atualidade a mídia esportiva está em luta constante contra os treineiros agressivos nas entrevistas e o Cristóvão caiu nas graças, pois era o momento e a oportunidade certas.

Desta maneira, o foco das críticas passou a ser trocado e inexato, e somente mais recentemente o ideário instintivo da torcida começou a perceber as deficiências táticas do treinador!

A polêmica da escalação do Felipe e Juninho juntos é uma balela, um foco completamente errado de discussão tática.

Eles podem e devem jogar juntos, mas para isto acontecer os volantes não podem ser Nilton e E.Costa ao mesmo tempo, além do D.Sousa na meia. Isto torna o time lento, sem marcação e fica exposto a marcação por pressão e com a defesa exposta!

Com dois volante rápidos, ou no máximo o Nilton e um outro volante rápido, e com o D. Sousa deslocado para centro avante , sem posição fixa, Juninho e Felipe podem perfeitamente jogar equilibrando o time e não sobrecarregando a defesa!

No primeiro jogo com o Lanús , Cristóvão errou ao colocar o E.Costa no lugar do lesionado Rômulo e fez com que os meias se desgastassem desnecessariamente. Errou mais ainda retirando o Felipe e matando a saída de bola do time e por este motivo o instintivo da torcida desabou sua ansiosidade em vaias!

Na Argentina, Cristóvão deu uma bola dentro ao surpreender o Lanús com uma escalação inesperada, porém fracassou no segundo tempo, vendo o time perder o toque de bola e só pensando em defender. Além disto vimos o Felipe se escalar na marra para os cinco minutos finais!

Temos de perceber que o Cristóvão não é o técnico que apregoam e também não é o demônio que as vezes a gente pinta!

Acima de tudo é importante lembrar que se já fomos campeões da Libertadores com o Lopes de técnico, por causa de que não poderemos com o Aprendiz???????????

Nesta hora a torcida tem de apoiar a equipe e confiar nas nossas possibilidades!

O foco deve ser mantido na competição e o técnico Cristóvão deve voltar a ouvir  mais os veteranos do elenco, pois a teimosia em nada acrescenta!

Saudações vascaínas

Sobre jolucave

Sou médico ortopedista , casado, carioca e vascaíno
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s