ILUSÃO E REALIDADE

Caros amigos vascaínos,
Passadas as emoções do último fim de semana e da quarta-feira, encaramos um modorrento fim de semana sem Vasco! Dentro da ilusão que a atual diretoria oferece através de resultados quase bons no futebol, vemos a dura realidade do resto do clube estar completamente comprometido com o fracasso, e porque não dizer com o abandono!
Sabemos que o Vasco se tornou grande por causa do futebol, porém nunca antes os outros esportes do clube foram tão aviltados na sua gerência!
Depois de anos mergulhado numa ditadura déspota, o clube mergulhou numa pseudodemocracia de ilusionismo e incompetência!
Ressaltamos que há mais de dois meses o Conselho Fiscal, onde a situação é maioria, denunciou graves deficiências no Programa de Sócios O Vasco é Meu, deficiências estas que estão causando prejuízo aos cofres do Clube! Infelizmente, o Presidente do Conselho Deliberativo, Sr. Abílio Borges, está desde então procrastinando a convocação de reunião deste conselho, onde todos seriam colocados a par desta lesão ao patrimônio do Vasco!
O Presidente do CD está apenas pensando em proteger correligionários de chapa e realizou o absurdo de convocar uma comissão para analisar o trabalho do CFiscal, comissão esta somente formada por membros da situação, mais especificamente de um grupo que se autodenomina de Conselheiros Voluntários (ridículo, será que tem Conselheiros INVOLUNTÁRIOS?????), mas também conhecidos por “elefantes”! Dentro de uma diretoria paquidérmicamente lenta, penso que este grupo a representa com precisão! Estes senhores reunidos, pensando no bem político de seus pares e não melhora do Vasco, resolveram que o documento com a denúncia do C. Fiscal deveria ser mandado para o VP Antônio Peralta, dando-lhe um prazo, pasmem, de mais quarenta dias! Isto tudo com a cumplicidade deslavada do Sr. Abílio.
Na verdade, o que parece é que se está tentando retardar as análises do CF, com o intuito de se encontrar um bode expiatório e somente depois disso fazer uma reunião do CD! O Sr. Peralta , pelo que diz, nada sabe disto; o VP de finanças Nelson Rocha nada sabe também e o Sr. Abílio serve de peneira cumpliciada para tampar a luz solar!
Depois de anos a departamento de finanças do Vasco é INCAPAZ de saber se foi aberta ou não uma conta de depósito destes valores, como reza o contrato!
Em paralelo, aparece derrota judicial acerca de imbróglio envolvendo o início do programa de sócios, quando rescindiram com uma empresa e esta foi reclamar nos tribunais e ficaria muito contente se saber que não foi o cunhado presidencial o responsável por esta bola fora!
Abalado nas questões administrativas mais óbvias, com os esportes amadores entregues a própria sorte, resta para o ilusionismo da atual diretoria o velho esporte bretão!
No tocante ao futebol temos uma polêmica criada pelas ações do nosso técnico Aprendiz Interino! Não resta a menor dúvida que a diretoria do Vasco está refém da dupla RG – Cristóvão! Desde janeiro ouvimos por parte do RG declarações de que agora não dá para voltar, mas daqui há um ou dois meses tudo estará normal. Passam dois meses e o prazo dilata mais dois meses e por aí vai! Sendo assim, o emprego do Cristóvão fica garantido, pois não teria coerência alguma trazer alguém para sair transcorridos dois meses!
Existem correntes de apoio ao técnico, e correntes que não o suportam mais. Tem gente que acha maravilhoso o seu jeito blasé, educado, e tem gente que acha isto um disfarce para um cara mascarado que atualmente perdeu o rumo na orientação da equipe.
Não entrando no mérito do parágrafo acima, podemos perceber que ele vem cometendo desde sua ascensão para técnico do Vasco erros grosseiros de direção tática, que no início eram aceitos pelos jogadores, mas que agora já irritam alguns líderes do elenco!
O pior desta situação é a blindagem que marqueteiros da situação e de grande parte da imprensa conferem ao Aprendiz.
Na última quarta, depois de mais uma substituição completamente errada, a torcida explodiu contra o técnico! Certa ou errada esta demonstração durante o jogo é um interessante e instigante ponto a ser discutido, porém certamente é um direito da torcida. Eu particularmente não teria vaiado e esperaria o final do jogo, porém as massas têm suas próprias maneiras de se expressar e quase sempre são passionais!
A imprensa quis dar uma conotação de que os torcedores, em sua esmagadora maioria discordantes do Aprendiz, estavam vaiando os jogadores ou o time, o que não era verdade. Logo os marqueteiros da situação se apressaram em abraçar esta interpretação gritando aos ventos que saíram com vergonha da torcida, naquele dia! Ou seja, no afã de salvar o Aprendiz, não titubearam em usar contra a torcida do clube os mesmos argumentos fajutos com que a Flaprensa brinda diuturnamente nossos torcedores para lhes tirar o moral e pujança!
Espero que o Vasco tenha sucesso absoluto contra o Lanús e siga em frente na Libertadores, pois as notícias se encaminham para um desmonte do time se ficar de fora!
Torço para que o Aprendiz acerte e quando o critico é no sentido de pressioná-lo a melhorar!
A grande e cansativa polêmica da escalação do Juninho e Felipe juntos é ridícula e demonstra a falta de observação tática de quem a estimula.
Claro está que eles não podem atuar juntos num meio de campo que tenha E. Costa Nilton e D. Sousa andando em campo, com pequena movimentação para ocupar espaços. Porém, se utilizados ao lado de jogadores rápidos e combativos, tipo F. Bastos, Alan e Rômulo, não só podem COMO DEVEM SER ESCALADOS JUNTOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Infelizmente, nosso Aprendiz não percebeu isso até hoje e voltou a cometer na quarta o mesmo erro que contra o Nacional. Quando o Rômulo saiu contundido era só colocar ou o F. Bastos ou o Alan, pois até aquele momento a movimentação do Rômulo estava bem mais adiante do que um cabeça de área e estava dando certo. Ao colocar o E. Costa o campo ficou com mais espaços e principalmente no segundo tempo o Lanus passou a dominar os rebotes, não por deficiência do Felipe, mas pela colocação do E. Costa!
O que está explicado no parágrafo anterior é a explicação óbvia para vaia da torcida que na sua instintividade, e principalmente depois do gol argentino notou o colossal erro do técnico.
É verdade que o Aprendiz com sua maneira de ser uniu o elenco, porém também é verdade que usa sua educação nas entrevistas como escudo para não nunca assumir qualquer erro!
Outro fator relevante de análise dos jogos do Vasco e que não vejo sob discussão é o desempenho físico do D. Sousa. Se de um lado faz gols de extraordinária beleza, por outro anda em campo e jogando como quarto homem de meio de campo sobrecarrega nosso sistema defensivo! De repente se colocássemos ele de falso centro avante, sem ficar de costas para as jogadas ele seria muito mais útil que o Alecsandro e certamente permitiria a escalação do Juninho e Felipe juntos! Até hoje quando entrou no lugar do Alecsandro foi para ficar preso na área, o que se revelou errado!
Portanto, antes de se cremar a torcida, creio que devemos também julgar se as substituições horrorosas do Aprendiz não causam prejuízo ao time! Prejuízos estes que nos custaram pelo menos uns cinco pontos no Nacional, que em caso contrário daria ao Vasco a pontuação de campeão!
Espero que uma vitória na quarta apague estes problemas do time de futebol, evitando que saiamos de maneira pesada e catastrófica de uma ilusão parcial para uma acachapante realidade!
Acredito no time, e só peço que o Interino não atrapalhe, já seria o bastante!
Saudações Vascaínas

Sobre jolucave

Sou médico ortopedista , casado, carioca e vascaíno
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s