VITÓRIA HISTÓRICA

Caros amigos vascaínos,
Tivemos uma grandiosa vitória na noite de ontem, garantindo nossa passagem para as semifinais da Sulamericana. Não discutimos a qualidade do jogo, porém devemos frisar a garra, a enorme vontade do grupo, sintetizada e representada pela atuação histórica do Dedé!
Nossa vitória deve ser exaltada e comemorada pela nossa torcida, como toda vitória importante deve ser. A galera do Universo vascaíno merece ter estas alegrias, contrastando com um passado recente de tanto sofrimento, e é justo que saia por aí vestindo a camisa e festejando a vitória!
Não importa, que o jogo em si tenha sido do ponto de vista técnico cheios de reparos, o que interessa foi a demonstração de pujança do time, o que sem dúvida vai dar uma grande moral para o time enfrentar o Botafogo, no próximo domingo!
Todavia, entrando na análise do jogo e esquecendo as comemorações, somos obrigados a dizer que o jogo foi emocionante, eletrizante, porém do ponto de vista técnico foi apenas mediano.
Desta vez o Cristóvão tentou algo novo que deu certo em parte, ou seja, a escalação do Diego Rosa na lateral esquerda. Se defensivamente ele foi bem, na parte ofensiva deixou a desejar.
Nosso time começou a cem por hora, mandou bola na trave, bola raspando e até o Nilton cometeu a habitual falta de inteligência e só não foi expulso porque o jogo era em SJ (o tal do mando de campo desprezado por alguns!) e quase repetiu a besteira de uma mata-mata contra o Vitória!
Enquanto os times estavam com onze jogadores, embora com grande volume de ataque, mais uma vez não conseguíamos a pressão irresistível, pois com dois cabeças de área e mais Juninho e Diego Sousa no meio de campo, sempre sobrava espaço para o Universitário respirar.
Conseguimos o gol de pênalti bem marcado em cima do Juninho e cobrado com perfeição pelo Diego.
Continuamos a mandar no jogo, até que houve um contra-ataque onde a defesa estava desorganizada e por azar quem sobrou como último homem foi o Juninho, que não tendo aptidão para ocupar aquele espaço deixou o atacante livre para marcar!
Este gol desestabilizou o grupo, houve um pênalti sobre o Juninho não marcado e no final do primeiro tempo ocorreu um tumulto na saída para os vestiários.
Na volta para o segundo tempo o juiz escolheu dois , um de cada lado e expulsou, só que no Vasco o expulso foi o Diego Sousa. Já do vestiário viemos com o Bernardo no lugar do Felipe Bastos (em noite infeliz).
Iniciado o segundo tempo, Juninho comete falha infantil ao rebater um corner para a frente da área, Bernardo falhou na dividida e o lateral adversário chuta para o gol, a bola resvalou no Dedé, enganou o Prass e os caras saíram na frente!
O que ocorreu a partir daí foi uma loucura de reação instintiva a um resultado ruim, dentro de casa!
Dedé resolveu ganhar o jogo sozinho, Juninho começou a se movimentar mais e o time cresceu, mas sem dúvida nada disto ocorreria se não fosse o avanço do Dedé, na ponta direita, passando a bola ao Juninho que cruzou na área para um belo gol de cabeça do Elton, tudo isto logo depois do gol adversário.
A eletricidade gerada pelo fator Dedé, se propagou para as arquibancadas e cadeiras do estádio, resultando numa avalancha de garra e vontade, apontando a Nau do Almirante para uma vitória histórica.
Novo avanço do Dedé, chute da ponta direita sem ângulo e frangaço do goleiro adversário! Era a senha que faltava para o enlouquecimento total do estádio!
Pior para os adversários, que ao que parece também enlouqueceram e perderam seu lateral expulso numa agressão imbecil e desnecessária ao Fagner.
A partir daí só dava Vasco e novamente o Dedé faz de cabeça o quarto gol, em excelente cruzamento do Alan. Faltava mais um gol!
O gol salvador mais uma vez teve participação do Dedé, cabeceando um escanteio para o Alecsandro fazer o gol da classificação! Delírio cruzmaltino, ficando impressa mais uma histórica vitória do Gigante da Colina, só que desta vez o gigante teve nome : DEDÉ!!!!!!

Um importante ponto de discussão e que só poderá ser aclarado no domingo é sobre o acerto, ou não, da escalação do time principal ontem. Está claro que o desgaste de alguns jogadores foi enorme e me parece que o nosso time poderá ter grande problema no segundo tempo do próximo domingo.
Realmente era e continua sendo uma decisão difícil, mas quem quer ser campeão tem de tomar decisões difíceis.
Não vou omitir que a minha preferência era poupar o time e entrar com tudo contra o Botafogo, mas até agora a primeira etapa foi vencida (a vitória de ontem) e as respostas que estamos esperando somente virão no domingo!

Espero que no domingo não entremos com dois na cabeça de área, mais o Juninho, Felipe e Diego Sousa, pois penso que perderemos o meio de campo e poderemos perder o jogo!
Mas seja qual for a escalação nosso sentimento é de que estamos junto com a torcida rumo as vitórias nestes dois campeonatos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Saudações vascaínas.

Sobre jolucave

Sou médico ortopedista , casado, carioca e vascaíno
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para VITÓRIA HISTÓRICA

  1. Mario Alves disse:

    Comentários, mais uma vez,bem lúcidos. Dedé realmente GANHOU o jogo. Vamos vencer domingo!!! Abraços e saudações vascaínas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s