Jogos esquisitos

Caros amigos vascaínos,
Durante esta semana o Vasco disputou dois jogos para lá de estranhos, em face do comportamento do time, que me pareceu excessivamente nervoso, tornando jogos fáceis em verdadeiras epopeias de superação.
Na quarta feira, vimos um time completamente “pilhado” em campo, com vários jogadores completamente transtornados em campo, fazendo bobagens elementares, que um infantil não faria.
Começamos a partida com o F. Bastos querendo chutar a gol de qualquer distância, desperdiçando n ataques do Vasco, por outro lado Dedé excessivamente nervoso se enrolava em lances simples, por querer fazer mais do que pode!
Veio o gol do ABC, em falha geral da defesa, injustamente atribuída unicamente ao Alan pela torcida, que passou a vaiá-lo em campo. Neste gol houve uma falha de cobertura clara por parte do Dedé!
Com vários jogadores fora de condições ideais em campo (Diego Sousa, Alecsandro e etc..) ficávamos com apenas um homem em campo raciocinando, o Felipe!
Veio o segundo tempo e o Vasco manteve o apavoramento e nervosismo de seus atletas, quando aconteceu o lance capital da partida, num pênalti mal marcado a favor do Vasco e acarretando em consequência a expulsão de um atleta do ABC. Empatamos, com o Alecsandro batendo mal o pênalti, mas como a bola entrou vida que segue!
Mesmo com um homem a mais o Vasco se enrolava, e a entrada do Bernardo no lugar do Bastos foi fundamental, acabando o com a marcação do gol da vitória pelo meia.
O tempo passa, vem o sábado e o time inicia a partida a cem por hora, jogando bem, mas com uma intranquilidade de seus atacantes impressionante, perdendo gols feitos e dando oportunidade ao goleiro da Cabofriense de fazer o nome. Houve um pênalti não dado a favor do Vasco, em cima do Dedé.
Nosso volume de jogo era muito grande e o gol acabou saindo, porém após o gol o time parou e permitiu o empate da Cabofriense.
No segundo tempo tivemos um remake do jogo com o ABC. Todo mundo nervoso, gols sendo perdidos.
Por volta dos quinze minutos houve a expulsão infantil de um adversário, o que facilitaria nosso trabalho, não fosse o atabalhoamento do time.
Neste ponto do jogo a torcida se desesperou e passou a vaiar o time, inclusive o R. Gomes quando tirou o Bernardo, completamente morto em campo para a entrada do Enrico. Sem dúvida a vaia foi por causa da fama de jabá do Enrico!
No final o gol acabou saindo numa jogada em que ocorreram dois pênaltis e juiz só deu o segundo. A propósito certos dinossauros da imprensa, que só falam bobagem, começaram a falar contra pênalti em SJ, ridículo!
Desta vez o Alecsandro bateu bem e a vitória garantiu praticamente a classificação para as finais.
Penso ser necessária uma geral no time, com o R. Gomes dando uma boa repensada em como está jogando, pois dois jogos seguidos, sem padrão e ganhando de adversários fracos com dificuldade trata-se de sinal de “red alert”.

Não só no campo estamos vendo jogos esquisitos, mas nas eleições também.
No dia a dia das eleições do clube, me preocupa de sobremaneira a atitude desta junta eleitoral, atrasando a divulgação de nomes de uma lista. Isto está me parecendo manobra de bastidor, pura politicagem. Penso que tem gente querendo adiar os acontecimentos, para saber de que lado vai entrar!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Gostaria de saber, a luz do estatuto quem será o mandatário do clube, se em primeiro de julho não houver um presidente eleito????????????.
*****
Impressionante como as coisas são reeditadas, com roupagens diferentes. No passado o grupo situacional da época fez duas chapas, em cima da hora para tentar acabar com a oposição no Conselho Deliberativo. Foi uma gritaria danada! Não é que agora estão, com uma roupagem nova, bem menos autoritária, reeditando a coisa!
Está claro que a situação está gestando uma chapa branca 2, na candidatura Jaime Lisboa. Vários integrantes da situação, de repente entraram para este lado e sempre com o discurso de que é a única chapa possível depois da chapa situacionista!
Está claro que não sou dono da verdade e posso até estar errado, mas o movimento das pessoas envolvidas com esta nova chapa está muito claro para eu estar enganado, pois vários próceres da situação, mantendo o apoio à situação se situaram como membros da nova chapa!
Não tenho nada contra este tipo de manobra política, porém é bom que ela seja bem explicada e fique às claras, para que os eleitores possam se situar melhor!

*****

Outro assunto que está me incomodando nos discursos pré-eleitorais é certa dose de veneno segregacionista, dizendo que para ser presidente do clube tem que ser rico, com títulos honoríficos e coisas do gênero. O que mais me admira é que estas baboseiras vêm de gente da situação, que certamente estão se esquecendo de olhar para o próprio pé!
Na minha opinião, o que é importante para ser presidente do clube não é ser “bem nascido”, cheio de títulos disto ou daquilo, mas sim ser vascaíno, honesto e ter uma boa equipe para governar. Não fica nada bem num clube como o nosso, verdadeiro bastião da defesa contra a discriminação, este tipo de discurso de elite!

Sobre jolucave

Sou médico ortopedista , casado, carioca e vascaíno
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s