O Fim do esporte

Caros amigos vascaínos, nós estamos vivenciando no esporte do futebol nacional o encerramento de mais um campeonato maculado pela dúvida e alcunhado pelo chocante adjetivo de MARMELADA!
Eu me dispenso de analisar o jogo de ontem, pois a torcida vascaína não merece que percamos tempo com mau defunto, onde um time do Vasco sem fibra e sem vergonha na cara entrou em campo para bancar o “sparring” de uma luta de segunda categoria!
Os últimos cinco anos de campeonato Nacional forneceram ao torcedor todas as razões para que este esporte fôsse cada vez mais aproximado, em termos de credibilidade, ao nosso Congresso Nacional!
Imaginem que o autor deste texto ficou completamente louco e resolveu num ataque de esquizofrenia dizer um bando de loucuras, a coisa começaria assim:
“Quando o atual comandante das arbitragens do futebol brasileiro chegou ao seu posto, sob uma chuva de denúncias ninguém reclamou, e a imprensa colocou pedras sobre o assunto.
Aliás, com a chegada ao poder do Sr. Sérgio nas arbitragens, o São Paulo evoluiu no primeiro ano de seu tri, da área de rebaixamento para a liderança em cerca de dez rodadas. Porém, o que ninguém, nem a imprensa chamavam a atenção era como aconteceu esta ascensão. Geralmente os adversários eram “operados” quando davam trabalho ao time em questão. Defesas com todos os zagueiros levando cartão amarelo no primeiro tempo, geralmente alguém expulso ainda no primeiro tempo e se precisasse, mais um pênalti para o Ceni bater! Como o time era recheado de bons valores e um bom técnico, esta conta era repassada para a excelente “organização” do São Paulo!
Isto aconteceu organizadamente por três anos para o São Paulo comemorar.
Durante este tempo foi criada certa elite protegida de erros das arbitragens, quando os jogos não eram entre eles. Estes dados poderiam ter sido retirados de simples observação dos jogos. Na dúvida os abençoados eram sempre bem aquinhoados, com decisões a seu favor.
O crescendo de absurdos foi aumentando até que o ano de 2009 nos brindou com as últimas rodadas do Brasileirão em nível de máfia organizada. Torcidas pedindo que o time entregasse o jogo e os times dentro de campo se acumpliciando com a pouca vergonha.
Entretanto, em prol dos lucros, a velha imprensa se omitia.
Veio a final com IM x Grêmio, num jogo que deveria merecer a investigação da polícia federal, pois era jogo da loteria esportiva. Jogadores do Grêmio representavam um script, fazendo até gol no início do jogo. Os dois gols do IM foram marcados com problemas nas jogadas e nenhum comentarista de arbitragem teve coragem para falar nada. Em ambos os gols, zagueiros do Grêmio foram chargeados de maneira faltosa e nada foi dito! O juiz desta partida foi Heber Roberto Lopes.
Chegamos ao ano de 2010 e novamente o espetáculo dantesco de torcidas comemorando a própria derrota e times jogando sem nenhuma vontade de vencer maculam, mais um campeonato.
Pelo que conheço do Paulo Cesar Carpegiani, a bronca no intervalo deve ter sido grade, pois não é pessoa de se submeter a este tipo de coisa. O time de uma corridinha e empatou o jogo. Neste momento Heber Roberto Lopes expulsa um zagueiro, até de forma acertada e depois expulsa o Richarlyson (sobre quem se diz já ter acertado contrato com o adversário em questão na partida, para o ano que vem).
No jogo do Cruzeiro, que havia sido prejudicado contra o Corinthians na semana passada, estranhamente o sorteio deu o juiz solicitado pelo time azul!
Parece que de tanto tentar, os dirigentes do futebol brasileiro conseguiram colocá-lo no nível dos mensalões da Câmara.
Realmente o futebol brasileiro saiu das mãos dos clubes e passou para os empresários.
A partir de agora como confiar se o jogador vai defender os interesses do clube ou do seu empresário??????? Como saber, se o atleta já assinou pré-contrato com um adversário e se vai correr e jogar, ou simplesmente sabotar por dentro o resultado da partida! A torcida do Vasco sabe de quem estou falando, em certo jogo em SJ no ano de 2008!”

Realmente seria um ataque esquizofrênico de alta dose deste Autor escrever tanta loucura!!!!!!Mas como é loucura das boas fica só no poderia ser!!!!!!!
Infelizmente, a pergunta que fica é se o Autor falou delírios pela diminuição da dosagem de seus remédios, feita de forma irresponsável, ou se seria o desabafo de um sonhador enojado com a realidade do futebol nacional????????????
E você o que acha?
Saudações enlouquecidas e vascaínas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Sobre jolucave

Sou médico ortopedista , casado, carioca e vascaíno
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s